quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Os músicos + estilos no festival SWU

A segunda edição do festival SWU "Starts With You", terminou na madrugada desta terça-feira dia 15 com uma estrutura mais organizada, estilos diferentes e sem melhores shows.

Representando o hip hop brasileiro, Marcelo D2  foi um dos primeiros artistas a ver o espaço principal do evento, tomado pelo público. O cantor conseguiu chamar a tenção com sua batida perfeita, mostrando que tem estilo até na cueca box "Calvin Klein".

Damian Marley filho do lendário Bob Marley foi o grande homenageado do 1° dia de festival. Com seus enormes dreadlocks, Damian fez um show misturando hip hop ao reggae mais tradicional.

Com óculos e microfone personalizados o rapper americano Snoop Dogg subiu ao palco, com suas características tranças no cabelo. Simpático o cantor desfilou hits de sua carreira, fez coreografias sensuais com as dançarinas e animou o público do festival. Apresentação foi encerrada com a música “A Minha Fantasia”, do grupo de pagode Só pra Contrariar. Snoop ainda arriscou uns passos de samba. 


























Usando um vestido curto e justo, Fergie teve várias trocas de figurino no show da banda Black Eyed Peas. A cantora mostrou o seu rebolado e deixou os fãs masculinos da banda certos de que além de linda ela pode tudo.









Kanye West fez apresentação performática que teve corpo de 16 bailarinas.
Fergie participou na faixa 'All of the lights'. O cantor mostrou o melhor do seu “hip-pop”, com faixas que priorizaram seu ótimo álbum “My beautiful dark twisted fantasy”. 

Vestida com um macacão transparente e muito justo ao corpo, a cantora e atriz paulista Miranda Kassin, trouxe o charme e talento da mulher brasileira para o festival SWU. Em um show de 45 minutos Miranda se apresentou ao lado do seu marido André Fratesc e juntos cantaram um repertorio que os tornou conhecidos na noite alternativa paulistana. 

Cris Cornel se apresentou com um visual desconhecido para o publico jovem, mas que lembrava a época do Soundgarden (o que gerou reclamações femininas).

Usando um maxi colar, top preto com uma sobreposição transparente, Courtney Love chamou atenção do publico com o topless acompanhado do cover "Bad romance", de Gaga, com letra alterada e muito mais picante do que a original. Após o Show aonde os xingamentos foram o ponto alto, Courtney foi para um lado mais fechado da área vip, sentou, acendeu um cigarro, ligou o lap top e relaxou.  

Nic Offer vocalista do New Stage ganhou o público com piadas, dancinhas engraçadas, boas canções é um figuro que lembra bem uma roupa de dormir “pijama”, destaque para o shortinho curto e os pés descalços.  Segundo Nic a escolha da roupa surgiu por causa da temperatura. Fico imaginado se o show fosse aqui, no nordeste, qual seria o figurino?

Seguindo a tendência Animal Print, Simon vocalista da banda Duran Duran, vestiu uma blusa com estampa de cobra acompanha de blazer e calça preta.
Os cabelos continuam armados com laquê e o lado extravagante de quase 30 anos atrás, pode ser observado na banda Britânica que faz um show ótimo ao vivo.

A banda Sonic Youth fez na noite desta segunda-feira (14), no SWU, aquele que pode ser o último show de sua carreira pois o casal Kim Gordon e Thurston Moore anunciaram sua separação há um mês. Kim Gordon que já foi considera musa indie dos anos 80 e 90, usou um vestido curto da cor vermelha e provou que ainda conserva um charme na hora de tocar e cantar. O final apoteótico e emocionado dos integrantes, com um mar de distorção, trouxe uma ponta de melancolia para os fãs do grupo de Nova York, que já anunciou o fim.

Stone Temple Pilots é uma das bandas responsáveis pelo movimento “revival grunge”. A voz rouca de Scott Weiland, que fez do megafone um acessório obrigatório em suas apresentações, se rendeu ao terninho comportado num show com repertorio que teve Crackerman, Wicked Garden, Vasoline entre outras. O final foi digno de bis para o publico da  Banda, que teve o auge nos anos 90.

O líder do Faith No More Mike Patton promoveu um espetáculo forte e cheio de interação no enceramento o último dia de festival. Com cenário e figurinos inspirados pelo candomblé a banda estava em sintonia com o vocalista Mike. O cantor não sossegou em momento algum durante o show. Chegou, inclusive, a "expulsar" um dos cinegrafistas próximos à banda e fazer, ele mesmo, imagens dos companheiros e do público. E, em bom português, comunicou-se o tempo inteiro, além de ter cantado "Evidence" em português.
Siga @namoaestudio no Twitter e confira namoaestudio.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...